sábado, 3 de março de 2018

Homossexualidade no mundo animal: golfinhos,adoção entre casais do mesmo sexo e poliamor

 alguns dos exemplos relatados neste texto foram obtidos a partir de matéria da revista "Epoca " de 2/3/2018
 ********************

Os golfinhos são, talvez, os mais simpáticos entre os animais com quem convivemos.
E há mais um motivo   para que nós, cariocas, os amemos: eles
estão presentes em    nossa bandeira,representando  a cidade marítima.

Pertencem à categoria  de mamíferos aquáticos, ou mamíferos marinhos, adaptados a um estilo de vida semi-aquático.
Pertencem, também, `a sub-categoria cetáceos -  animais socialmente conscientes, que vivem em família e  se comportam de forma única : ensinam, cooperam, planejeam e ,às vezes,  até choram.
Adaptados à água, os mamíferos marinhos trazem  características da sua evolução,milênios afora, do tempo em que viviam, em terra firme.

A bióloga e escritora francesa Fleur Dagey, em  Animaux homos:histoire naturelle de l'homossexualité (Animais homos, uma história natural da homossexualidade-ainda sem tradução em português),encontrou curiosos casos de diversidade sexual.

Embora em qualquer espécie a proporção de héteros seja
maior que a de gays,entre os golfinhos a proporção é de 50%. 
A escritora encontrou relatos de relacionamento entre animais do mesmo sexo em mais de 1500 espécies diferentes.
**
Os golfinhos machos começam  a "namorar" na adolescência e,uma vez formado o casal, seguem fiéis pelo resto da vida. 
Esta é a essência da  parte masculina da espécie: formar alianças.
Juntos, existe mais possibilidade de encontrar uma fêmea para relacionamento hétero e reprodução.

Adoção e Poliamor

cisne negro
* Adoção de filhotes por casal do mesmo sexo é fato corriqueiro o mundo animal.

*A Dra Dagey relata em seu livro o caso do cisne negro australiano.Um macho copula com a fêmea e ela é expulsa do ninho depois do nascimento dos filhotes, que são criados com outro macho.

*Uma espécie de gaivota larga o macho e forma um ninho com outra fêmea .
Ostraceiro

*Entre as aves de plumagem branca e preta e bico vermelho, os ostraceiros, existem famílias formadas por 3 adultos-ou dois machos e uma fêmea ou duas fêmeas e um macho-que se esmeram os cuidados aos ostraceirinhos.


Sobre o prazer 


Fleur Dagey defende que a sexualidade o mundo animal não é restrita à reprodução, o prazer é um um dado importante e exemplifica com os atos da alimentação e da cópula : quando busca comida,também vem junto o prazer de comer-além da necessidade de obter nutrientes.para sobreviver.

E  quando fazem sexo, os animais não estão "pensando " em ter filhos para dar continuidade à espécie.Buscam o prazer,instinto básico, tornando a sexualidade tão diversificada.


Sob este aspecto, penso, estão muito `a frente do racionai e preconceituoso
 homo sapiens.

******************** 


Nenhum comentário:

Postar um comentário