domingo, 1 de abril de 2018

Dener era um luxo

Dener Pamplona de Abreu nasceu em 13 de agosto de 1937 em Belém, Pará e foi um dos precursores da alta costura brasileira.


Fazia sua moda para ser usada em país tropical, levando em conta o físico, a idade e o gosto pessoal da cliente. Admirador de Balenciaga, seus croquis eram de estilo clássico, apesar de também usar e abusar de detalhes suntuosos nos vestidos de festa e nas noivas.
Foi o pioneiro e uma espécie de “pai” da primeira geração de estilistas brasileiros: Guilherme Guimarães e Clodovil Hernandez , Markito e Ney Galvão e teve como “herdeiros” na fama e na sensibilidade Georges Henri, Jose Augusto Bicalho, Marilia Valls, Mauro Taubman, Simon Azulay, Maria Cândida Sarmento, Luiz de Freitas e Gregório Faganello,entre outros.


De acordo com a lenda,começou a carreira na "Casa Canadá", templo da moda na época, onde as modelos desfilavam para clientes- com hora marcada - vestidos exclusivos.


O primeiro ateliê foi aberto aos 21 anos, na Praça da República, São Paulo.


No ano seguinte, 1959, ganhou a Agulha de Ouro e Agulha de Platina, concorrendo-entre outros - com Christian Dior.


Percebendo o vácuo no mercado brasileiro da moda, foi o primeiro a usar a força da mídia na divulgação de seu trabalho e, em 1968, lançou a primeira grife nacional, a empresa "Dener Difusão Industrial de Moda".


A marca “Dener” foi licenciada em 22 categorias, inclusive uma linha de lajotas de cerâmica. Deise Sabag, editora de moda,q ue organizou um site sobre o estilista, conta que segundo o jornalista David Nasser “pálido, frágil, de gestos delicados e atitudes excêntricas, o costureiro despertou raiva e paixão.


Dener na bem dosada arrogância de retocador de Deus, embelezava as mulheres e enfurecia os homens. Os homens, principalmente os recalcados, o odiavam por tudo o que o genial figurinista representava na frescura de sua masculinidade.




Costureiro da Corte e ídolo popular




Como havia cuidado do guarda roupa de dona Sarah, mulher de Juscelino Kubitschek, ficou responsável pelas roupas e produção da imagem de dona Maria Teresa Goulart, mulher de Jango.


Com o apoio da revista Manchete, da Rhodia Tecidos e do Instituto Brasileiro do Café participou do lançamento da coleção Brazilian Look, com mais de cem modelos desfilados na Europa.


Em 1964, recebeu a Palma de Ouro no Festival Internacional da Moda, em Las Vegas, com um modelo rebordado com a mais popular de nossas pedras preciosas, a água marinha.Em 1965 casou-se com uma de suas manequins, Maria Stela Splendore, com quem teve dois filhos: Frederico Augusto e Maria Leopoldina.


Em 1970,ano do fim do casamento com Maria Stela, Dener se torna personalidade nacional pela participação como jurado no programa de calouros campeão de audiência de Flávio Cavalcanti.
Mudança do ateliê para a Alameda Jaú.


Em 1972 ,lançou o livro autobiográfico Dener, o Luxo e um manual, Curso Básico de Corte e Costura.


No ano seguinte, com outros profissionais da área, traçou as bases da Associação da Moda Brasileira, com objetivo de “evitar a evasão de divisas”.
O novo casamento com a sociallite Vera Helena Pires de Oliveira Carvalho veio junto com nova mudança de endereço do ateliê, que foi para a Rua Groenlândia.


Desativado o ateliê, separado de Vera Helena, recebia em casa as clientes fiéis de alta-costura e, para as que sofriam dificuldades financeiras, reformava as roupas para que parecessem novas.


Embora doente e deprimido, lançou em 1977 uma coleção, inspirada no filme ‘A Viúva Alegre’.
9 de novembro de 1978 - o estilista morre em São Paulo aos 41 anos, vitimado por cirrose hepática. Foi enterrado no túmulo da amiga e cliente Alik Kostakis.


Sobre a vida de Dener foram publicados uma autobiografia pela Editora Landes, em 1972, “Bordado da Fama" por Carlos Doria, Editora SENAC, 1998 e uma nova biografia por Simone Esmanhoto pela Cosac &Naif foi lançada em 2007.


Se ainda estivesse com a gente, o precursor,empreendedor e visionário estaria completando 75 anos em poucos dias, mas os rastros de sua passagem breve pela vida continuam bem nítidos.

**********************

Nenhum comentário:

Postar um comentário