segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Encontradas cartas inéditas de Alan Touring


 Descoberto um verdadeiro tesouro!

 **************************

O site G1 publicou este texto ontem:

"Uma coleção de quase 150 cartas do matemático britânico Alan Turing, famoso por decifrar a criptografia dos nazistas na Segunda Guerra Mundial, foi encontrada em um antigo armário da Universidade de Manchester.

As correspondências não revelam muito sobre a vida pessoal de Turing. Ele critica os Estados Unidos e descreve muito do trabalho que fazia como professor da universidade.

"Não gostaria de viajar e detesto os EUA", escreveu em uma das cartas o matemático, que teve sua carreira encerrada de forma prematura após ser processado por homossexualidade no Reino Unido.

O destinatário da carta era o físico Donald Mackay, da King's College de Londres, escrita em resposta a um convite para participar de uma conferência nos EUA em abril de 1953.

Essa coleção corresponde ao período entre 1949 e 1954. 
Ela foi descoberta por acaso por um acadêmico que limpava arquivos velhos da Universidade de Manchester, onde Turing foi subdiretor da área de informática de 1948 até o início dos anos 1950.

O cientista é considerado hoje como pai da informática moderna e trabalhou para decifrar os códigos nazistas, especialmente os da máquina Enigma, durante a Segunda Guerra Mundial. 
A história de Turing foi contada no cinema no filme "O Jogo da Imitação".
À esquerda, o matemático britânico Alan Turing, e, à dir., o ator Benedict Cumberbatch em 'O jogo da imitação' (Foto: AFP e Divulgação)
À esquerda, o matemático britânico Alan Turing, e, à dir., o ator Benedict Cumberbatch em 'O jogo da imitação' (Foto: AFP e Divulgação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário