sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Haloween é o cacete?



 

Vendedores que se remuneram com a comissão nas compras,estacionamentos pagos 
 ,cabelereiros,lojas de aluguel de roupa,fotógrafos,músicos 
que animam a noite,os donos de bares e restaurantes,
 garçons,motoristas de taxi,maquiadores, jornalistas que cobrem 
ou criticam a comemoração  e,
com isso,ganham espaço na mídia e as crianças e adultos 
que se divertem nas festas-todos agradecem a celebração da data.


Essa campanha nacionalista (“Halloween é o cacete e viva a cultura nacional"

)não deixa de ser razoável,j






á que temos tantas 
e tantas manifestações 
populares que acabam sendo 
esquecidas. Por outro lado, atualmente, 
existem centenas de escolas de samba
 em solo europeu:(Alemanha, 
Bélgica, Holanda, França, Suécia, Suíça )e mesmo no Japão 
e não me consta que os produtores culturais de lá pensem que samba no pé seja o cacete.


Para o comércio é super mão na roda,é cumprimento de meta
 para vendedores,uma graninha a mais-honestamente ganha- para freelancers.
Para quem se interessar ,oportunidade de mergulho em tradições 
ancestrais e diferenciadas,etc etc.

Como não existe Papa no Haloween, o Papa não se mete,não dá palpites.
Vai ter e já teve festa de Halloween nas escolas,creches, nos clubes, nos bares, 
nas pizzarias, na minha academia. 
Nesse momento de crise, é uma válvula de escape.
***
Halloween é o nome original na língua inglesa do evento tradicional e cultural, 
que ocorre nos países anglo-saxônicos, em especial nos Estados Unidos, 
Canadá, Irlanda e Reino Unidos-mas difundido pelo mundo, tendo como base 
e origem as celebrações de antigos povos.
 O ano novo céltico ou Samhain ,festejado em 31 de outubro,
marcava o final oficial do verão.Ao celebrar a última colheita
 do ano os celtas começavam seu trabalho de formiguinhas, 
armazenando provisões para o inverno.

Os Druidas(sacerdotes celtas) praticavam rituais dançando

 em torno de uma fogueira e de um caldeirão,simbolizando o útero abundante 
da Deusa Mãe.
Acreditavam que
 nesse dia o tempo "parava" : 31 de outubro não pertencia ao ano velho, 
nem ao novo ano que se iniciava. Segundo os celtas, os espíritos voltariam 
naquele momento
,para reencarnar nos corpos dos viventes, que não desejando essa possessão,
usavam fantasias,trajes fantasmagóricos como disfarce. 

Tudo permanecia no escuro, frio,hostil,sem fogueiras ou tochas 

para que as almas penadas pensassem que não havia ninguém em casa ou na aldeia. 
No século I dC, os costumes célticos foram abandonados pelos romanos.










 Em torno de 1840,o Halloween 
começou a ser celebrado 
nos Estados Unidos 
 e,com a chegada dos 
imigrantes irlandeses, 
passou a ser conhecido 
como “Dia das Bruxas”
*******************************

Compartilho com vocês 
o comentário do meu super
 querido amigoCarlos Vieira,
grande figura humana  e cabalista.
"Há uma outra referência muito interessante nas origens do 
Halloween que remonta aos rincões da Alemanha, mais precisamente 
à Floresta Negra, onde ocorria a famosa Noite de Valburga Clássica, 
com bruxas, gnomos, duendes e demônios dançando a noite toda."
*************************************************

Nenhum comentário:

Postar um comentário